Conteúdo notícias

» Notícias

DPE propõe criação de grupos reflexivos para homens agressores em Bayeux

Por: Matheus Wendell*

A criação de grupos reflexivos para homens agressores pode se tornar uma política no combate à violência contra a mulher na cidade de Bayeux. Pelo menos foi essa a proposta levada pela coordenadora de Defesa da Mulher da Defensoria Pública do Estado (DPE-PB), Fátima Diniz, durante uma audiência pública realizada nesta quinta-feira (27), na Câmara de Vereadores do município, para discutir a violência contra a mulher e, em especial, o aumento assustador dos casos de feminicídio.

“A criação de grupos envolvendo homens agressores é uma forma de levar essas pessoas a entenderem as facetas da violência e repensarem esse comportamento machista e criminoso”, explicou a defensora pública que avaliou a sessão como muito positiva. “Os homens têm que entrar nesse debate, entender que não podem controlar as mulheres e aprender a não se deixar levar por suas emoções negativas, pois elas afetam o amor e distanciam as pessoas”, completou.

Outras propostas debatidas na ocasião foram a inserção de disciplina específica na grade curricular escolar com o objetivo de discutir a violência de gênero; a elaboração de peças de teatro educativas abordando a questão nas instituições de ensino; e a criação de grupos de trabalho que levem capacitação profissional para as mulheres para torná-las independentes financeiramente dos seus companheiros.

Além da DPE, participaram da discussão a secretária de Estado da Mulher e da Diversidade Humana, Gilberta Santos; a juíza de Direito da comarca de João Pessoa, Rita de Cássia Andrade, os deputados estaduais Camila Toscano e Cabo Gilberto Silva; e representantes da Rede Estadual de Atenção às Mulheres em Situação de Violência (REAMCAV).

*Estagiário