Conteúdo notícias

» Notícias

Vereador anuncia sessão em homenagem aos 60 anos da Defensoria Pública

Por: Larissa Claro

Em 2019, a Advocacia de Ofício, órgão que antecedeu a Defensoria Pública na defesa do hipossuficiente, completa 60 anos na Paraíba. Para homenagear esse serviço essencial que hoje é prestado pela DPE-PB, o vereador Bosquinho adiantou nesta quarta-feira (13), durante visita de cortesia à Defensoria, que vai requerer ao Plenário da Câmara Municipal de João Pessoa uma Sessão Solene para o próximo dia 21 de maio, semana em que é comemorado o Dia do Defensor Público.

“Estamos aqui firmando o compromisso de realizar uma sessão para comemorar esse serviço tão importante para a nossa cidade e desejar que a Defensoria possa continuar crescendo porque, com o crescimento da Instituição, cresce a proteção daqueles que mais precisam”, disse o vereador.

Bosquinho foi recebido pelo defensor público-geral, Ricardo Barros, a quem solicitou a ampliação da presença da Defensoria Pública nos bairros, por meio do projeto Itinerante. “É sempre uma satisfação estar junto à Defensoria, que tem um papel importante na sociedade, ofertando assistência jurídica àqueles que mais precisam. Então quero desejar a Ricardo e a todos que fazem a Defensoria votos de sucesso e pleno êxito nessa gestão que acaba de iniciar”, desejou.

O defensor geral lembrou que a DPE possui um convênio vigente com a Câmara Municipal, por meio da Sala de Atendimento da Defensoria instalada dentro da “Casa do Povo” e ressaltou a importância de aproximar a Instituição dos representantes políticos dos cidadãos.

“Como já aconteceu com vários detentores de mandatos e gestores, o vereador Bosquinho, preocupado com a Defensoria Pública, teve esse gesto de vir até aqui e se colocar mais uma vez à disposição. Com a articulação dele, realizamos algumas edições do projeto Defensoria Itinerante na cidade em parceria com a Prefeitura de João Pessoa. Então a sua visita também vem para fortalecer a boa relação que temos com a Câmara e Prefeitura de João Pessoa”, disse Ricardo Barros.